segunda-feira, 14 de abril de 2008

Meio Ambiente

Meio Ambiente




05 de junho dia do meio ambiente




Vamos comemorar esta data, com iniciativas para salvar nosso planeta!




Que tal começar a separar seu lixo doméstico?




Estenda essa idéia a sua escola. Organize com seus alunos um projeto que mobilize toda a escola. Faça com sua turma, latões para reciclagem do lixo na escola. Pode ser feito com caixas de papelão caso seja difícil conseguir as latas. Pinte estas caixas com tinta guache, cada uma na sua respectiva cor e coloque os símbolos. Depois faça um trabalho de conscientização com seus alunos, para que leve a idéia para sua casa, para sua vizinhança, afim de que todos se contagie pela esperança de um mundo melhor, para vivermos hoje e principalmente para que nossos filhos e netos tenham futuro neste planeta que é a nossa casa e infelizmente até hoje cuidamos tão mal dela


Atitudes Que Podem Salvar o Planeta




O início de um novo ano sempre traz consigo a esperança e o desejo de provocar mudanças. Cada vez mais, sentimos necessidade de mudar a maneira como tratamos o planeta, os outros e nós mesmos. O trabalho de transformar a realidade e reinventar um futuro limpo e seguro é de todos nós.
Há 30 anos, o Greenpeace se utiliza do pacifismo ativo e da confrontação criativa para expor e encontrar soluções para os problemas ambientais do planeta. O objetivo é denunciar os responsáveis pela degradação da qualidade de vida atual e das gerações futuras, além de fomentar a paz.


Você pode fazer a diferença!

Confira abaixo uma lista de atitudes práticas que pode tomar para proteger o meio ambiente.

O planeta agradece!


Cuide da Terra

Todos os dias, fazemos centenas de escolhas que causam impacto no meio ambiente. Por isso, pense cuidadosamente sobre o que você faz, os produtos que usa e o lixo que produz. Antes de fazer uma escolha, pergunte-se: “Existem alternativas que não prejudicam o meio ambiente?” Esse é o primeiro passo para fazer a diferença.


Torneiras devem ficar abertas somente quando há necessidade.
Reduza o impacto individual no meio ambiente – A melhor coisa que podemos fazer pelo planeta é usar seus recursos com critério. A raiz da atual crise ambiental está na sociedade consumista. Sempre que possível, apóie serviços e compre produtos ambientalmente corretos ou que produzam impacto ambiental mínimo, considerando a redução na geração de lixo e menor consumo de energia.


Use sua força política

Antes de votar nas próximas eleições, saiba a posição defendida pelos políticos em questões ambientais importantes. Escreva, telefone ou envie um e-mail sobre suas preocupações em relação ao meio ambiente e o que você espera que eles façam para proteger o planeta.


Consuma energia de forma eficiente

Cada escolha que você faz pode reduzir a quantidade de CO2 liberada na atmosfera e ajudar a interromper o aquecimento global. Escolha fontes de energia limpas e renováveis, como a solar e a eólica. Faz bem para o meio ambiente e também pode reduzir sua conta de energia.


Economize água –

Conserte vazamentos de torneiras, banheiro ou canos de água. Lembre-se de que um pequeno vazamento pode causar um grande desperdício de água. Regue jardins e gramados apenas se necessário e, quando o fizer, molhe as plantas pela manhã ou pela tarde para reduzir a evaporação.


Educação ambiental: escolas e pais são responsáveis por fomentar valores ecológicos.


Informe-se sobre alternativas ambientalmente corretas para sua casa – Se está pensando em construir ou reformar sua casa, procure alternativas ambientalmente corretas no design e nos materiais a serem utilizados.


Dirija menos e use transporte público –

Você usa o transporte público, caminha ou anda de bicicleta? Essas são boas alternativas e podem fazer uma grande diferença na quantidade de emissão de gases que provocam o aquecimento global. Se tiver de dirigir, tente dar carona sempre que possível.


Não aceite a liberação de transgênicos –

Pergunte nos supermercados se os estoques de produtos contêm organismos geneticamente modificados (OGMs). Se sim, diga a eles que você não quer transgênicos no seu prato porque se preocupa com sua saúde e porque representam uma grande ameaça ao meio ambiente. Pergunte nos restaurantes se eles usam produtos transgênicos e diga a eles que você gostaria de contar com opções de pratos orgânicos ou sem transgênicos no menu.


Evite o uso de materiais tóxicos e agrotóxicos –

Embora a indústria seja a principal fonte de poluição tóxica, todos nós contribuímos para a existência do problema. Leia os rótulos dos produtos antes de comprá-los e escolha os menos poluentes. Use produtos de limpeza como o vinagre, menos agressivo do que os produtos químicos, e sabão em pedra em vez de detergentes. Sempre que possível não utilize agrotóxicos. Procure não usar secadoras e aerossol. Prefira tintas à base de água a tintas com solventes; nunca use tintas tóxicas. Evite armazenar alimentos em plásticos.


Quando você tiver de usar plástico, tenha certeza de que ele não contém PVC

Todo o ciclo de vida de produtos à base de PVC (policloreto de vinila) polui o meio ambiente e a sua casa. Alguns produtos que incluem PVC: armações de janelas e outros materiais de construção, pisos, revestimentos, chuveiros, cortinas e alguns brinquedos para crianças.

Não jogue lixo doméstico perigoso no meio ambiente

Tintas, tíner, agrotóxicos e fluidos para carros nunca devem ser jogados em latas de lixo ou no esgoto. Informe-se sobre a melhor maneira de jogar fora esses materiais e evite usá-los sempre que possível.


Cultive plantas nativas –

Se você possui um jardim, cultive plantas nativas ameaçadas em sua região. Dê preferência a espécies que necessitam de menor irrigação e, conseqüentemente, menos energia. Prefira flores, árvores, coberturas vegetais rasteiras e verduras em vez de grama. Proteja e estimule a diversidade.


Ensine seus filhos a preservar o meio ambiente e apóie iniciativas de educação ambiental nas escolas e em sua comunidade –

As gerações futuras terão de tratar de grandes questões ambientais, como o aquecimento global, perda da biodiversidade, disposição final do lixo (incluindo resíduos tóxicos e nucleares) e impactos potenciais de organismos transgênicos. Assegure que elas estejam prontas para entender e se envolver com a proteção do meio ambiente, através de iniciativas e programas escolares.


Seja positivo –

Há sérias ameaças ao nosso meio ambiente e ao futuro da vida no planeta. Mas também há soluções. Seja positivo e faça a diferença!



Por Tica Minami - é assessora de comunicação do Greenpeace Brasil, organização internacional sem fins lucrativos, que luta pela preservação do meio ambiente. Saiba mais sobre o Greenpeace: 0800-112510 ou através do site www.greenpeace.org.br



Segue algumas informações a respeito da reciclagem e meio ambiente.



O que é Reciclagem
Reciclagem é um conjunto de técnicas que tem por finalidade aproveitar os detritos e reutiliza-los no ciclo de produção de que saíram. E o resultado de uma série de atividades, pela qual materiais que se tornariam lixo, ou estão no lixo, são desviados, coletados, separados e processados para serem usados como matéria-prima na manufatura de novos produtos.
Reciclagem é um termo originalmente utilizado para indicar o reaproveitamento (ou a reutilização) de um polímero no mesmo processo em que, por alguma razão foi rejeitado.
Reciclar outro termo usado, é na verdade fazer a reciclagem.
O retorno da matéria-prima ao ciclo de produção é denominado reciclagem, embora o termo já venha sendo utilizado popularmente para designar o conjunto de operações envolvidas. O vocábulo surgiu na década de 1970, quando as preocupações ambientais passaram a ser tratadas com maior rigor, especialmente após o primeiro choque do petróleo, quando reciclar ganhou importância estratégica. As indústrias recicladoras são também chamadas secundárias, por processarem matéria-prima de recuperação. Na maior parte dos processos, o produto reciclado é completamente diferente do produto inicial
.



Como Reciclar
Com a colaboração do consumidor, podemos facilitar ainda mais o processo de reciclagem. A reciclagem do material é muito importante, não apenas para diminuir o acúmulo de dejetos, como também para poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Veja como fazer a coleta seletiva e dar a sua parcela de contribuição na preservação do meio ambiente.
Passo a passo:
1. Procure o programa organizado de coleta de seu município ou uma instituição, entidade assistencial ou catador que colete o material separadamente. Veja primeiro o que a instituição recebe. Não adianta separar, por exemplo: plástico, se a entidade só recebe papel.
2. Para uma coleta de maneira ideal, separe os resíduos em não-recicláveis e recicláveis e dentro dos recicláveis separe papel, metal, vidro e plástico.
3. Veja exemplo de materiais recicláveis:
- Papel: jornais, revistas, formulários contínuos, folhas de escritório, caixas, papelão, etc.
- Vidros: garrafas, copos, recipientes.
- Metal: latas de aço e de alumínio’, clipes, grampos de papel e de cabelo, papel alumínio.
- Plástico: garrafas de refrigerantes e água, copos, canos, embalagens de material de limpeza e de alimentos, sacos.
4. Escolha um local adequado para guardar os recipientes com os recicláveis até a hora da coleta. Antes de guardá-los, limpe-os para retirar os resíduos e deixe-os secar naturalmente. Para facilitar o armazenamento, você pode diminuir o volume das embalagens de plástico e alumínios amassando-as. As caixas devem ser guardadas desmontadas.
Atenção:
Os objetos reciclados não serão transformados nos mesmos produtos. Por exemplo, garrafas recicláveis não serão transformadas em outras garrafas, mas em outros materiais, como solados de sapato
.




Porque Reciclar
A quantidade de lixo produzida diariamente por um ser humano é de aproximadamente 5 Kg. * Se somarmos toda a produção mundial, os números são assustadores.* Só o Brasil produz 240 000 toneladas de lixo por dia.* O aumento excessivo da quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e pelo perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas,etc. Tipos de lixo:- Doméstico (alimentos)- Industrial (carvão mineral, lixo químico, fumaças) - Agrícola (esterco, fertilizantes) - Hospitalar - Materiais Radioativos ( indústria medicina...) - Tecnológico (TV, rádios) Em torno de 88% do lixo doméstico vai para o aterro sanitário. A fermentação produz dois produtos: o chorume e o gás metano. Menos de 3% do lixo vai para as usinas de compostagem(adubo). O lixo hospitalar, por exemplo, deve ir para os incineradores. Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado!! Por quê? Porque reciclar é 15 vezes mais caro do que jogar o lixo em aterros. Nos países desenvolvidos como a França e Alemanha, a iniciativa privada é encarregada do lixo. Fabricantes de embalagens são considerados responsáveis pelo destino do lixo e o consumidor também tem que fazer sua parte. Por exemplo, quando uma pessoa vai comprar uma pilha nova, é preciso entregar a usada. Uma garrafa plástica ou vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos. Porém todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder as propriedades. Separando todo o lixo produzido em residências, estaremos evitando a poluição e impedindo que a sucata se misture aos restos de alimentos, facilitando assim seu reaproveitamento pelas indústrias. Além disso, estaremos poupando a meio ambiente e contribuindo para o nosso bem estar no futuro, ou você quer ter sua água racionada, seus filhos com sede, com problemas respiratórios.
Algumas Vantagens:
Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a preservar.
Cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita.
Quantas latinhas de refrigerantes você já jogou até hoje?
Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.
Agora imagine só os aterros sanitários: quanto material que está lá, ocupando espaço, e poderia ter sido reciclado!

Economia de energia e matérias-primas. Menos poluição do ar, da água e do solo.
Melhora a limpeza da cidade, pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo, dificilmente o joga nas vias públicas.
Gera renda pela comercialização dos recicláveis. Diminui o desperdício.
Gera empregos para os usuários dos programas sociais e de saúde da Prefeitura.
Dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram.





AS CORES DA RECICLAGEM


Podemos reciclar vários produtos, e para separarmos os tipos de lixos utilizamos algumas cores para cada tipo de lixo.Quando você encontrar alguma lixeira com essas cores respeite-as na hora de jogar o lixo, colocando cada tipo no seu lugar. Assim, você estará contribuindo com os lixeiros na hora de separar o lixo e estará ajudando a preservar o meio ambiente.




Há simbologia e padronização de cores que facilitam a coleta seletiva e a reciclagem
Há um padrão de cores para diferenciar a identificação para coletores e transportadores de materiais:AZUL: papel;VERMELHO: plástico;VERDE: vidro;AMARELO: metal;




O texto sobre reciclagem foi retirado do site: http://www.compam.com.br/









Pequenos textos em forma de poesia para ser trabalhado com crianças :



RECICLAGEM

Reciclar o Lixo


Coitadinho do nosso planeta
que vem sofrendo tanto,
com tanta poluição.
Somos pequeninos,
porém, podemos fazer algo
pra salvar nosso planeta,
começando pelo lixo
que podemos separar.
Muito lixo, com certeza
poderemos reciclar.
Reciclar, o que é isso?
Reciclar é transformar
algo que vai para o lixo
para poder
ser usado novamente.

O que é Reciclar?
Vovó me ensinou
que na natureza
tudo é reciclado.
Os cocôs e os bichos mortos
vão para a terra
e transformam-se em alimentos
para as plantas.
As plantas respiram
pelas folhas
o ar que sai de nós.
Vovó disse que as plantas limpam
o ar que respiramos.
Na natureza tudo é reciclado.
Nós também podemos e
devemos reciclar.

Separar o Lixo


Para a gente conseguir
o lixo reciclar
primeiro precisamos
o lixo separar.
Ter um lixo pra papéis
outro para os plásticos.
ter um lixo para restos de comida,
outro para vidros,
outro, ainda, para latas.

Com os papéis
poderemos fabricar
novos papéis.
Com os plásticos poderemos
criar e inventar
brinquedos diferentes.
Com os restos de comida
poderemos produzir
adubos para as plantas...
Puxa, nunca pensei
que desse para fazer
tantas coisas,
com coisas que
vão para o lixo.

Para a gente conseguir
o lixo reciclar
primeiro precisamos
o lixo separar.

Por que Reciclar?
Muita gente não se importa
com o nosso planeta.
Mas não se preocupe com isso
faça você sua parte.
Se todos ficarem
de braços cruzados
olhando os lixões
virarem montanhas
aí sim, tudo terá
um triste fim.
Mas você, meu amiguinho
fará como eu:
com muita vontade
de salvar o planeta
o lixo vai separar
para podermos reciclar.





PRESERVAÇÃO

Extinção



O que é, o que é,
que urra feito um leão,
mas não é leão?
É grande como o elefante
mas não é elefante?
Tem o pescoço longo
como a girafa
mas não é girafa?
É um tipo de animal
que não existe mais.
Com certeza
dele já ouviu falar
isso mesmo!
O dinossauro
que viveu aqui na Terra
há muitos anos atrás.
Eram animais grandes
e muito poderosos.
Alguns eram mansinhos
outros eram ferozes.
Porque não existem mais?
Porque, quando eles viviam
a Terra era de um jeito
muito diferente.
Com o tempo
a Terra foi mudando
e os dinossauros
foram morrendo
até que não sobrou nenhum.
Dinossauro não vive mais.
É um animal extinto.



Animais e Plantas em Extinção



Ao lado da casa
do Zé Pelé
tinha um mato
muito grande.
Era um mato lindo
cheio de árvores,
flores e arbustos.
Esse mato foi derrubado
por grandes máquinas
escavadeiras,
porque lá vão construir
um enorme Shopping Center.
Zé Pelé estava triste.
me convidou
para ir ver como ficou.
Tinha uma árvore
que Zé Pelé
subia todos os dias.
Dela sobrou apenas
um toco de madeira.
Zé Pelé estava triste.
Resolvemos ir embora
quando, de repente,
ouvimos um piado
muito fraquinho.
Olhamos para o chão
e lá vimos um ninho
todo esbugalhado
com um filhote de passarinho
que piava sem parar.
Mais do que depressa,
Zé Pelé o pegou.
Enrolou-o na camiseta
e levou-o para casa.
Zé Pelé ficou feliz
por salvar um canarinho
que hoje canta sem parar
no seu novo ninho...



Poluição



Andando pelas ruas
pude observar
quanta fumaça
os carros, caminhões
soltam pelo ar.
Passando sobre a ponte
à minha mãe perguntei :
- Vamos um dia pescar?
Ela me respondeu:
- Aqui não podemos não,
tem muita poluição.
- O que é poluição?
Perguntei.
- Poluição é essa sujeira,
essa espuma marrom
que tomou conta do rio.
Quando ia perguntar de onde vinha
essa tal de poluição,
vi um enorme cano
soltando a água marrom
para dentro do rio.
Foi assim que descobri
o que é poluição.



Poluição do Ar



Fiquei pensando muito
sobre a poluição.
Se a água suja é poluída,
então o ar com fumaça
também é ar poluído.
Da janela do meu quarto
posso ver
muitas chaminés
por toda a cidade.
Coitadinho do ar,
fica cada vez mais sujo.
Será que uma boa chuvarada
não limparia isso tudo?



Poluição da Água



Outro sonho vou contar
porém, esse é de arrepiar:
Sonhei com, adivinhem quem ,
com a Dona Poluição...
Era um monstro enorme
e tinha um barrigão,
os dentes cariados,
os olhos esbugalhados.
Ela estava atacando
o último rio limpo
da Terra,
e eu tinha que fazer alguma coisa
para salvar o rio.
Como em sonho
tudo é possível,
me transformei
num super-herói gigante
e voei na direção
da Dona Poluição.
Dei-lhe um soco tão forte
que ela saiu voando
e no céu foi sumindo
até que desapareceu.
Os peixes fizeram festa
em comemoração
por ter salvo o seu rio
da Dona Poluição.



Poluição da Terra - O LIXO



Agora entendi bem
que onde existe sujeira
na terra, na água ou no ar,
existe a poluição.
Poluição é o lixo
espalhado pelas ruas,
pelas praias, pelos rios,
(E isso é muito triste).
Nunca mais vou colocar
algum lixo pelo chão.
Lugar de lixo é no latão
que o gari recolhe
e leva de caminhão
para o lixão.

ADUBO


Quando a vovó
vai na horta trabalhar
lá vou eu, atrás dela
querendo ajudar.
Ela diz com muito orgulho
que cuida das suas plantas
com adubo natural.
O que será adubo?
O que será natural?
Vovó explicou
que, com o tempo,
a terra fica fraca.
Então ela coloca
adubo natural.
É como vitamina
que faz a planta
ficar forte e saudável.
Vovó disse que
adubo natural são folhas secas,
restos de alimentos, e
achei muito engraçado
quando ela falou
que cocô de galinha
e cocô de vaca
também são adubos naturais
e são chamados de esterco
.

http://www.apoema.com.br/



Receitinha de papel reciclado!!!






O QUE VOCÊ PRECISA:· papel e água· bacias: rasa e funda· balde· moldura de madeira com tela de nylon ou peneira reta· moldura de madeira vazada (sem tela)· liquidificador. jornal ou feltro· pano (ex.: morim)· esponjas ou trapos· varal e pregadores· prensa ou duas tábuas de madeira· peneira côncava (com "barriga")· mesa


ROTEIRO:A - Preparando a polpa:Pique o papel e deixe de molho durante um dia ou uma noite na bacia rasa, para amolecer. Coloque água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel. Bata por dez segundos e desligue. Espere um minuto e bata novamente por mais dez segundos. A polpa está pronta.


B - Fazendo o papel:1. Despeje a polpa numa bacia grande, maior que a moldura.2. Coloque a moldura vazada sobre a moldura com tela. Mergulhe a moldura verticalmente e deite-a no fundo da bacia.3. Suspenda-as ainda na posição horizontal, bem devagar, de modo que a polpa fique depositada na tela. Espere o excesso de água escorrer para dentro da bacia e retire cuidadosamente a moldura vazada.4. Vire a moldura com a polpa para baixo, sobre um jornal ou pano.5. Tire o excesso de água com uma esponja.6. Levante a moldura, deixando a folha de papel artesanal ainda úmida sobre o jornal ou morim.


C - Prensando as folhasPara que suas folhas de papel artesanal sequem mais rápido e o entrelaçamento das fibras seja mais firme, faça pilhas com o jornal da seguinte forma:· Empilhe três folhas do jornal com papel artesanal. Intercale com seis folhas de jornal ou um pedaço de feltro e coloque mais três folhas do jornal com papel. Continue até formar uma pilha de 12 folhas de papel artesanal.· Coloque a pilha de folhas na prensa por 15 minutos. Se não tiver prensa, ponha a pilha de folhas no chão e pressione com um pedaço de madeira.· Pendure as folhas de jornal com o papel artesanal no varal até que sequem completamente. Retire cada folha de papel do jornal ou morim e faça uma pilha com elas. Coloque esta pilha na prensa por 8 horas ou dentro de um livro pesado por uma semana.


Efeitos decorativos


Misture à polpa: linha, gaze, fio de lã, casca de cebola ou casca de alho, chá em saquinho, pétalas de flores e outras fibras.Bata no liquidificador junto com o papel picado: papel de presente, casca de cebola ou de alho.Coloque sobre a folha ainda molhada: barbante, pedaços de cartolina, pano de tricô ou crochê. Neste caso, a secagem será natural - não é necessário pressionar com o pedaço de madeira.Para ter papel colorido: bata papel crepom com água no liquidificador e junte essa mistura à polpa. Outra opção é adicionar guache ou anilina diretamente à polpa.


Dicas importantes :


A tela de nylon deve ficar bem esticada, presa à moldura por tachinhas ou grampos.Reutilize a água que ficar na bacia para bater mais papel no liquidificador


Conserve a polpa que sobrar: peneire e esprema com um pano.Guarde, ainda molhada (em pote plástico no congelador) ou seca (em saco de algodão).A polpa deve ser ainda conservada em temperatura ambiente.


Um comentário:

carolpacheco29 disse...

Gostei das idéias, precisamos salvar o planeta! seu blog está lindo!!!!!